set 06

Telecentro oferece cursos e arteterapia no Paranoá. Inscrições abertas

Alô Brasília (30/05) – Novidades para os portadores de necessidades especiais do Distrito Federal. O Instituto Mãos de Arte inaugurou na última sexta-feira (27) o Telecentro Comunitário. O Objetivo do programa é promover a inclusão digital de forma gratuita para pessoas com deficiência física e cerebral. Localizado no Paranoá, o centro é o primeiro do DF. O novo espaço pretende oferecer alternativas de profissionalização e tratamentos com arteterapia, por meio da tecnologia, a jovens e adultos que perderam as funções motoras e cognitivas. As inscrições começam hoje.

De acordo com a presidente do Instituto Mão de Arte, Elisa Lemos, durante seis anos foram realizadas pesquisas com portadores de necessidades especiais com a intenção de inseri-los no mercado de trabalho. Para isso, desenvolver a comunicação, autoestima e criatividade deles é fundamental. “O projeto proporciona a reinserção social, inclusão digital, profissionalização e favorecimento na reabilitação física. Pretendemos colocar uma unidade em cada estado do Brasil, a partir do ano que vem”, afirmou Lemos.

É previsto, até a metade de 2012, a criação de mais quatro unidades no Lago Norte, Riacho Fundo I, Santa Maria e Ceilândia. O telecentro do Paranoá vai utilizar mídias digitais e tecnológicas para artes gráficas, plásticas, áudio, vídeo e design de produtos para pessoas em processo de reabilitação física, cerebral e na recuperação de atividades motoras. “Todas as máquinas e computadores usados por eles terão adaptações específicas para cada uma das suas necessidades. E pretendemos lançar essa tecnologia no mercado para favorecer mais pessoas”, ressaltou a presidente do instituto.

Segundo estimativas do censo realizado em 2000 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 26 milhões de brasileiros apresentem algum tipo de incapacidade ou deficiência. Desse total, 60% são deficientes físicos. Mais de 13% desse quantitativo vive no Distrito Federal, sendo que Santa Maria é a cidade com maior concentração de portadores com deficiência física do DF.

Após o preenchimento da ficha de cadastro, os portadores de necessidades especiais serão avaliados na fisioterapia e neurociência, para que os funcionários possam conhecer o caso específico de cada um. Depois disso, serão feitas, nas Adaptações para a Vida Diária (AVDs), acompanhamentos com uma equipe especializada em ortopedia. Com a triagem, a intenção é acomodar cada deficiente em um computador específico às suas necessidades.

Postado por IMA Categorias: Clipping

8 ideias sobre “Telecentro oferece cursos e arteterapia no Paranoá. Inscrições abertas

  1. Bom Dia,

    Pessoas que sofreram AVC também podem ser beneficiadas pelo Instituto? Tenho um irmão com 50 anos, que sofreu um AVC aos 45. Ficou deficiente, em cadeira de rodas, uma parte do corpo paralizada, a visão diminuiu, pois foi afetada, fala com alguma dificuldade mas o cerebro funciona perfeitamente. Não ficou com nenhuma sequela mental, graças a Deus. Ele fazia musicas, poemas, tocava violão e agora esta trancado em um quarto. Ele tem acompanhamentos eventuais no Sarah, mas queria alguma coisa que fizesse com que ele tivesse vontade de continuar e seguir em busca de uma vida melhor. Acho que a arte faria muito bem a ele. Quem sabe? Agradeço e fico aguardando uma resposta de vocês. Moro no Lago Norte e meu irmão mora com minha mãe de 85 anos, viuva, no Lago Sul.
    Muito obrigada,
    Vânia Carvalho

    • Boa noite Vânia,

      Desculpe a demora na resposta.
      Bem, o IMA atende todos os tipos de deficiência. Temos muitos alunos que se enquadram no perfil do seu irmão. Sofreram AVC, são acompanhados pelo Sarah, e tiveram as mesmas seqüelas descritas por você. Todos estão se recuperando de maneira surpreendente, resgatando a auto-estima e também a coordenação. Portanto, estamos de portas abertas para recebê-los, seu irmão e família.
      Nossa organização é gratuita. O calendário anual ainda não foi fechado, mas creio que as aulas começarão na semana após o carnaval. Peço que encaminhe seu telefone, para assim que as matrículas estiverem abertas a partir do mês que vem, fevereiro de 2012, entremos em contato para marcamos uma visita à organização e o preenchimento da ficha de inscrição.
      É necessário levar para o preenchimento da matrícula o histórico médico do seu irmão. Para encaminharmos para nossa equipe de fisioterapeutas que acompanharão o trabalho realizado em conjunto com o nosso instituto.
      Espero ter respondido suas dúvidas.

      Att.,
      Vannessa Carneiro
      Diretora Social do IMA

    • Oi Vânia,

      O IMA tem suas atividades exatamente para pessoas em reabilitação como seu irmão. Essa semana iniciamos atendimento também de Acupuntura, Fisioterapia, Fonoaudiólogo e Psicólogo. Aguardamos vocês, temos pessoas como ele, que avançaram muito no processo de reabilitação. Um grande abraço e bem vindos. Elisa Lemos.

  2. Estou a procura de um lugar assim, conheço uma criança precisando se envolver em um trabalho diferenciado,que dê oportunidade para ele desenvolver o que gota de fazer que é desenhar.Se puderem me dar um retorno agradeço abraços. eliana

    • Boa noite Eliana,

      Sua indicação e visita ao Instituto Mãos de Arte é muito bem vinda.
      Estamos em atendimento a crianças nas segundas e quartas das 10h:00 as 12h:00.
      Peça aos responsáveis que aguardamos a visita. Importante levar relatório médico.
      Hoje estamos com uma equipe multidisciplinar para atendimento gratuito também em fisioterapia,
      psicologia, fonoaudiologia e nutrição.
      Basta apenas iniciar as atividades que se dará primeiramente na área das artes plásticas, gráficas e tecnologia.
      Aguardamos com muito carinho.
      Um grande abraço
      Elisa Lemos
      Contato (61) 9618-6265

  3. Conheci o IMA hj atraves da reportagem que foi ao ar neste final de semana. Sou formada em Artes e pós-Graduada em Arte Terapia, meu sonho é trabalhar com esta área. Gostaria de saber se para trabalhar nesta instituição é atravé de concurso? Ou existe o trabalho voluntário?
    Obrigada margarett de Lima

  4. Oi Elisa! Sou Mercia, lembra de mim? Que bacana esse seu projeto. É uma ONG? Como vc está divulgando o trabalho de vcs?

    Mande noticias!

    Um abraço carinhoso!
    Mércia

  5. Olá

    eu tenho transtorno de personalidade borderline, não tenho deficiência física nem cerebral, “apenas” psiquicos, emocionais e mentais, mas não achei ainda uma terapia que me ajudasse, apesar da busca de tratamento já há 14 anos e diagnóstico há 3, sou artesã e de poucas palavras e, por isso, acho que arteterapia seria uma saída para o meu caso.

    Aguardo.

    Sandra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>